LA Music | DESAFIO MUSICAL EM TRIO PT
17589
page-template-default,page,page-id-17589,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-6.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.4.3,vc_responsive

DESAFIO MUSICAL EM TRIO

Se o rompimento das regras do improviso tinham já sido quebradas, e testadas em palco, no projecto “Desafio Musical” com António Victorino D’Almeida e Luiz Avellar, os músicos decidem romper os limites do seu duo e convidam o acordeonista Paulo Ferreira.

 

As regras mantém-se: a sua não existência. A única certeza é o saber, a atenção e escuta que levam este três músicos e compositores a criar com qualidade, no momento e sem rede, um concerto único e irrepetível. Uma linguagem que transporta o espectador a várias atmosferas.

 

Paulo Jorge Ferreira concluiu o curso complementar de acordeão no Instituto de Música Vitorino Matono, tendo posteriormente finalizado os seus estudos superiores na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco. Tem realizado recitais a solo e concertos de música de câmara, tanto a nível nacional como internacional, nomeadamente em França, México, Bélgica, Áustria, Itália, Macau, Espanha, Hungria, Holanda e Alemanha, tocando com músicos portugueses e estrangeiros de enorme prestígio. Durante o seu percurso atuou em algumas das mais importantes salas de concerto da Europa, como Musik Werein, Muziekgebouw, De Single, Odéon Theatre de L’Europe, Teátrum House of Future, Berliner Philarmoniker, entre outras.

 

Apresentou-se como músico convidado de orquestras sinfónicas e de câmara, tais como, Orquestra de Pequim, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Sinfonieta de Lisboa, Orquestra Utópica, Remix Ensemble, e a solo com Esart Ensemble, Remix Ensemble, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e Banda Sinfónica Portuguesa, trabalhando com maestros de reconhecida qualidade internacional, como Stefan Asbury, Jürjen Hempel, Lawrence Foster, Peter Rundel, Martin André, Emílio Pomàrico, Carl St. Clair. Colabora regularmente com Remix Ensemble, Orquestra Gulbenkian e Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Atualmente é professor de acordeão e música de câmara na Escola Superior de Artes Aplicadas em Castelo Branco e na Escola de Música do Conservatório Nacional. É diretor artístico do festival e concurso de acordeão Folefest.

Artistas:

Luiz Avellar
António Vitorino d’Almeida
Paulo Jorge Ferreira